Cala Gonone, Cala Goloritze e o passeio de barco mais famoso da ilha da Sardenha



Saímos de Cagliari para Cala Gonone. Foram 220 km e 3 h de viagem. Não há pedágios nas estradas da Sardenha. A cidade é bem pequena e tem um centrinho bonitinho, calçadão, sorvetes deliciosos e restaurantes charmosos.  

Cala Gonone é uma excelente base para algumas das praias mais bonitas da ilha, e para o passeio de barco mais famoso.

No primeiro dia, como já chegamos a tarde, aproveitamos para ir na praia mais próxima, Cala Fuili. O centro também tem uma praia, mas não é nada demais. Cala Fuili fica a 5 minutos de carro do centro, você estaciona na estrada e vai caminhando. Cuidado ao estacionar, tenha certeza que todo seu carro está no acostamento, não na pista. Vi vários carros multados por conta disso. Para nós, brasileiros, parece meio óbvio, mas na Sardenha, como em muitos lugares da Itália, você verá infrações de trânsito absurdas sem nenhuma consequência. Aqui, eles multam.





O dia seguinte estava super ventoso, barcos pequenos não estavam fazendo o passeio que pretendíamos fazer, então fomos até Spiaggia Cartoe.  Foram 12km numa estrada cênica. Após 30 minutos, chegamos. Não precisa pagar estacionamento. A praia é bonita, mas o vento estava bem chato. Mesmo assim, conseguimos aproveitar.





No dia seguinte, como o tempo estava nublado e muito ventoso, decidimos fazer a trilha até Cala Goloritzé ao invés de fazer o passeio. Por sorte, ficamos mais dias e pudemos escolher o melhor dia para fazer o passeio de barco. Num dia nublado com certeza não seria tão bonito. 


Depois de 1h de carro, chegamos ao estacionamento da trilha. Paga-se €6 p/p e precisa estar de tênis, ter 2 litros de água por pessoa e levar lanches. Na praia não há nada para comprar. A trilha é difícil, cheia de pedras e pedregulhos. Leva, em média, 1h30 para descer e 2h para subir. Levamos 30 minutos a menos em cada trecho, mas na volta eu fiquei muito cansada. A praia é linda, pequena, de rochas com pouquíssima areia já bem perto do mar, que aliás, tem  um azul estonteante. Possui formações rochosas, uma formação rochosa fálica bem característica e na água tem um arco que parece uma tromba de elefante. Ficamos numa pedra no canto esquerdo da praia, pois tinha uma vista linda. No meio, tem uma caverna. E se nadar até o canto direito, há outra caverna.

Ao fundo, o arco que parece uma tromba de elefante


A formação rochosa fálica e que faz identificar que é Cala Goloritze em qualquer foto.

Após a praia, fomos ao porto da cidade, que tem dezenas de casinhas que funcionam como agências, para fazer o passeio. Funciona assim: você pode alugar um Gommone, um bote para 4 pessoas por €300. Qualquer um pode pilotar. Eu vejo um problema nisso. Nós, além de não sabermos ancorarm, pois não pode deixar o bote na praia, não sabíamos a localização das praias. Seria bem complicado fazermos tudo só nós 2. Restava 2 ooutras opções. Pagar €60 p/p para ir num barco com 200 pessoas ou €80 p/p para ir num bote para 12 pessoas. Escolhemos esse último. Excelente escolha. O passeio leva o dia todo, começa às 10h e vai parando em várias cavernas até chegar na primeira parada, Cala Biriola. 


As cavernas do caminho




As cavernas de Cala Luna, ainda no início do passeio e vazias, bem diferente de
quando chegamos na praia.



Depois, o bote para em Piscine de Venere, mas só pode nadar em alto mar. Depois do acidente em que uma árvore caiu na cabeça de uma turista, e ela veio a falecer, ficou proibido ir até a praia.

Piscine de Venere e seu mar azul turquesa



Nossa próxima parada foi Cala Goloritzé, a que tínhamos feito a trilha. Os barcos não podem acessar a praia, a parada é só para fotos e dar uma nadada em alto mar, rápido. Se quiser curtir mais essa praia, precisa mesmo fazer a trilha.

O azul intenso do mar e a formação fálica que não deixa dúvidas em que praia estamos.



Nossa próxima parada foi Spiaggia Gabbiani ( gaivota, em português ). Lindíssima, mar super azul. Ficamos 1h40 nessa praia. 





Depois, passamos por penhascos com cabras, uma loucura.



Nossa próxima parada foi Cala Luna, uma das praias mais bonitas de toda Sardenha. Infelizmente a beleza é um tanto ofuscada pela inundação de turistas. Mas as icônicas cavernas, mesmo cheias de pessoas, rendem lindas fotos. Ficamos 1h nessa praia, não deu para aproveitar tanto. Essa praia tem um trilha que se pode fazer desde Cala Fuili. É uma trilha super pesada, leva cerca de 2-3horas para ir. Cala Luna foi a última parada do nosso passeio.



Posts Relacionados




















 







Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que você precisa saber antes de ir para o México