Arquipélago La Maddalena



O arquipélago tem 7 ilhas principais: La Maddalena, Caprera, Santo Estefano, Santa Maria, Razzoli, Budelli e Spargi. La Maddalena é a maior delas, onde fica o centro histórico, local onde nos hospedamos.

Saímos da região da Baja Sardinia em direção ao Porto de Palau. Lá você verá uma fila de carros. Cezar ficou na fila e eu desci do carro e fui comprar o bilhete, custou €42 ida e volta para um carro pequeno mais duas pessoas. Os ferrys saem a cada 15 minutos na alta temporada e o percurso dura mais ou menos isso.

Como chegamos cedo, aproveitamos para ir para ilha de Caprera, acessível a La Maddalena por uma ponte. É uma ilha "deserta" e selvagem, não vi hotéis, somente a estrada principal tem asfalto, o restante são estradas de chão. Muitas praias são acessíveis somente por trilhas. Optamos por uma praia de trilha bem fácil, Cala Serena. Levamos cerca de 10 minutos. Praia linda, não estava tão cheia, talvez pelo horário. Talvez por ela nem ser uma das praias mais famosas da ilha.





No dia seguinte voltamos a Caprera, agora para uma trilha de 35 minutos até Cala Napoletana. Que praia maravilhosa! Areia branca, mar muito azul, entre rochas. 



Cala Napoletana

Cala Napoletana

Cala Napoletana


Depois de curtir a praia, pegamos a trilha de volta a fomos a Cala Caprese. Bem pequena, bonita, de pedrinhas, água transparente mas não tão azul quanto a anterior. A noite passeamos pelo centro, caminhamos no calçadão cheio de barcos e onde ficam os quiosques dos passeios, para pegar informações.

Cala Caprese - a praia toda em uma foto

No dia segunte fizemos o passeio. Pagamos €50 p/p. Era um barco grande, com cerca de 50 pessoas. A primeira parada foi na Spiaggia Rosa, que não é mais rosa por conta da degradação. Localizada na ilha de Budeli, só paramos para tirar fotos, já que está proibido ir até a praia. Estão tentando preservar e ver se a areia volta  a ficar rosada.





Depois fomos até as piscinas naturais, onde nadamos por 20 minutos no mar que tinha um azul impressionante.




Seguimos até Isola de Santa Maria, onde ficamos na praia de mesmo nome.




Última parada foi Cala Corsara, que tem 4 baías. A primeira, onde tem o píer, é bem pequena e super lotada. Seguimos caminhando e passamos pela 2a e 3a baías, muito bonitas e muito lotadas. Paramos na 4a, já bem distante da 1a, linda e um pouco menos cheia. Quem está em bote inflável pode pedir para o barqueiro largar ali. Como nosso barco era grande, não tínhamos essa opção.








O passeio passa por diversas praias, e dependendo da agência, vai nessa ou aquela praia distinta. Gostamos do passeio que escolhemos, mas não paramos em Cala Granara, outra praia muito bonita.

Dia seguinte, fomos na Spiaggia del Relito. Praia de fácil acesso, só deixar o carro no estacionamento e logo já chega, sem trilha alguma. A praia é de areia, com muitas cadeiras para alugar, bar e restaurante. A água do mar é super azul e tem a carcaça de um barco naufragado bem na beira.




No fim do dia fomos a Punta Tegge ver o pôr do sol. Caminhe nas pedras até a ponta. Tem várias prainhas pelo caminho. Nos disseram que é um dos melhores lugares da ilha para assistir ao sunset.




DICA: a sorveteria Finastrella é a melhor da ilha. Provamos outros sorvetes, mas não eram bons. Isso que já tínhamos ido a várias sorveterias na viagem e todos eram ótimos!

Posts Relacionados

























Comentários

Postagens mais visitadas deste blog