O que fazer em Berlim

Está indo para Berlim e tem dúvidas do que conhecer? Aqui listamos alguns dos pontos turísticos mais famosos e suas histórias.

Também temos roteiros e tudo o que você precisa saber antes de ir para Alemanha em outros posts.

Parque Tiergarten


Segundo maior parque de Berlim, com 2 quilômetros quadrados, vai do Portão de Brandemburgo até o Jardim Zoológico de Berlim. Por sua localização central, é muito visitado por moradores e turistas.

Um bom programa é caminhar pelo parque e descansar nos seus jardins, principalmente para quem pega dias de sol em Berlim.




Schloss Bellevue ( Palácio Bellevue )


Construído em 1786 para ser residência de Ferdinando da Prússia, é hoje o endereço oficial do presidente da Alemanha.

Foi destruído na 2a guerra e reconstruído entre 1955 e 1959. Não é possível conhecê-lo por dentro, mas os jardins são lindos e compensam  visita.




Portão de Brandemburgo


Símbolo da reunificação alemã, ele foi construído em 1791 para celebrar vitórias da então Prússia. 

Em estilo neoclássico, tem 26 metros de altura e no alto encontra-se a deusa grega Irene, a deusa da paz.




Potsdamerplatz


Uma das principais praças de Berlim e super central, foi totalmente destruída na segunda guerra. Na época do muro de Berlim, os prédios foram todos tombados e a praça ficou totalmente abandonada. 

Anos mais tarde, ela foi reconstruída e hoje é um lugar moderno, cheio de prédios, lojas, shopping...

Aqui tem um pedaço do muro de Berlim, o Sony Center e o primeiro semáforo da Europa, que data do início do século 20.


Pedaço do Muro de Berlim na Potsdamerplatz

Sony Center




Topografia do Terror



Um dos mais longos e bem conservados trechos do Muro de Berlim, passando bem ao lado do que foi o prédio da GESTAPO.

Esse prédio era a sede da Polícia Secreta do Estado, na época do nazismo. Local de tortura e prisão aos que se opunham a Hitler. Recheado de figuras e textos ( inglês e alemão ), conta a história narrada pelos próprios torturadores. Recomendo reservar um tempo longo caso você queira entrar na história. Entrada grátis.







Check Point Charlie



Era um posto militar utilizado pelos aliados, fazendo a divisão entre Alemanha Oriental e Ocidental. Foi construído junto ao muro de Berlim, sendo sua função controlar a passagem dos membros das Forças Armadas. 

O nome se deve ao fato de esse ser o Check Point C, aí foi "apelidado" de Charlie.


Coluna da Vitória ( Siegessäule )



Com 67 metros, foi construída para comemorar as vitórias da Prússia sobre França, Dinamarca e Áustria.





Memorial do Holocausto



O memorial, construído entre 2003 e 2005, é uma homenagem aos  6 milhões de judeus mortos pelos nazistas na Europa.

Formado por mais de 2 mil blocos de diferentes alturas, sem inscrições, só cimento, o que deixa um clima de mistério ( e faz a gente pensar sobre tudo que aconteceu...)







Pariserplatz



A Pariser Platz é um importante ponto turístico, já que nela ficam o Portão de Brandemburgo, embaixadas, o Hotel Adlon ( destruído na segunda guerra ) e aqui se inicia a famosa avenida Unter den Linden. 





Reichstag



Entre 1919 e 1933, o Reichstag foi a sede do Parlamento Alemão. Bastante destruído após um incêndio na era Hitler e na 2a guerra mundial, é hoje um dos locais mais visitados.

Não deixe de conhecer a cúpula envidraçada, de onde se tem uma bela vista da cidade. A visita é gratuita, basta fazer o agendamento on-line com antecedência. Você ainda tem direito ao áudio-guia em português, que vai narrando os principais pontos históricos.




vista do Reichstag



Unter den Linden



Com mais de 1 quilômetro, vai da Ilha dos Museus até a Pariser Platz. Caminhar pela avenida com calma é uma excelente opção de passeio. Você irá passar pela Bebelplatz, Ópera de Berlim, Universidade Humboldt, Catedral de Santa Edwiges...


Catedral de Berlim ( Berliner Dom )



Construída entre 1895 e 1905, foi destruída na 2a guerra e reconstruída de 1975 a 1993.

É uma igreja protestante luterana, sendo considerada o edifício religioso mais importante de Berlim. Tem uma cúpula que chama bastante atenção. Para subí-la, é preciso encarar cerca de 270 degraus.

Apesar de a entrada na igreja ser paga, é possível assistir a missa para apreciar a bela igreja de graça. Durante as missas, as visitações ficam suspensas.





Schloss Charlottenburg



Construído entre 1695 e 1699 para ser residência de verão da rainha da Prússia, Sophie Charlotte, é o maior palácio de Berlim, e se tornou residência da família Hohenzollern.

A entrada no palácio é paga, mas nos seus vastos jardins é gratuita, e vale muito a visita. Os jardins são enormes, mais parece um parque. No final da caminhada, pode-se sentar em um banco a beira do rio e fazer um lanchinho.




Um banco na sombra na beira do rio: perfeito para um lanchinho



Estádio Olímpico de Berlim



Construído em 1936 para as olimpíadas, já sediou 2 copas do mundo: 1974 e 2006. Tem capacidade para 74 mil pessoas. 

Meu marido foi assistir a um jogo da Copa da Alemanha, Dynamo Berlim X Colônia. A curiosidade é que o time de Berlim foi fundado pelos soviéticos no período do comunismo, tendo conquistado muitos títulos nesse período. Conta a história que tantos títulos se devem a uma ajudinha dos comunistas. 






Alexanderplatz



Localizada no lado de Berlim oriental quando a Alemanha estava dividida, essa praça foi fundada em 1805, e em 1882, ela recebeu a estação de trem.

Muito destruída na 2a guerra, foi reconstruída na década de 60, no estilo comunista, da qual fazia parte na época.


relógio e torre de tv



Alguns pontos que ficam na Alexanderplatz:

- Torre de TV Fernsehturm 
com 368 metros, é uma das torres mais altas da Europa

- Urania-Weltzeituhr
relógio que mostra a hora pelo mundo

- Galeria Kaufhof
excelente local para compras


Fonte de Netuno 



A fonte foi construída em 1891. O Deus Netuno fica no centro, e as quatro mulheres a sua volta representam os quatro rios da Prússia: Elba, Reno, Vístula e Oder.



Fonte com Rathaus 



Rotes Rathaus



Em estilo neo-renascentista, foi construída entre 1861 e 1869.





Memorial do Muro de Berlim ( Gedenkstätte Berliner Mauer )



Localizado na Bernauer Straβe, o memorial mostra partes do muro e conta um pouco da triste história que aqui aconteceu. Algumas mortes, algumas fugas do lado oriental para o ocidental, mas principalmente a desumana separação de famílias. 

Houve casos de pessoas pulando janelas de prédios que ficavam na divisa do muro, tamanho desespero.

A entrada no memorial é gratuita, já que ele é um museu a céu aberto. Meu conselho é: reserve um bom tempo para ficar por aqui. É super interessante, grande e cheio de explicações sobre as atrocidades cometidas contra os alemães.








Posts Relacionados

O que você precisa saber antes de ir para Alemanha
Roteiro Berlim
Onde ficar em Berlim: Hotel Lützow
















Comentários

  1. Muito bom, estive em Berlin em março e é sempre bom relembrar a história viva que é esta cidade. Faltou falar sobre o estacionamento onde estava a chancelaria de hitler e em cujos subterraneos era o famoso bunker, hoje soterrado com areia e soja.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelas dicas Fabiano!

      Faltou essa informação e muito mais...Berlim é linda e enorme, não tem como conhecer tudo em poucos dias!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O que você precisa saber antes de ir para o México

Kefalônia