Muito cuidado ao trocar dinheiro em Bali


                    Normalmente, trocávamos dinheiro no banco. Mas notamos que havia uma diferença bem razoável entre o valor do banco e das lojinhas de cambio. Como estávamos saindo de Kuta, iriamos trocar um valor bem mais alto, o que dava bastante diferença. Decidimos trocar na lojinha. Entramos numa e entregamos os dólares. O cara contou e nos entregou as rúpias. Contamos o dinheiro e logo após o cara pediu para contar novamente. Guardamos tudo e fomos para o hotel. Tínhamos alguns milhões de rupias nas mãos ( que parece muito dinheiro, mas não é ). Decidi contar de novo o dinheiro para separar. Foi ai que notei que estava faltando U$ 60. Falei pro meu marido: aquele cara nos enganou, está faltando dinheiro. Mas como? Pois é, mas como...

alguns milhões de rúpias
 

                O que não sabíamos é que esse golpe é relativamente comum. Sabendo que os crimes são punidos de maneira bem severa na Indonésia, e com fama de muito honestos, quando o cara pediu para contar o dinheiro novamente, nós o guardamos sem conferir. Logo eu, sempre desconfiada de tudo e de todos. Meu marido, que é quase o dobro do tamanho que os indonésios, entrou na loja já chutando o pratinho de oferenda que ele estava fazendo ( eles são de religião hinduísta, e fazem oferendas diárias aos deuses ). Gritou dizendo que havia sido roubado e foi para cima do cara, que rapidamente só perguntou: quanto? E devolveu o dinheiro.

Depois, descobrimos como eles fazem. Quando te pedem para contar o dinheiro novamente, eles têm uma gaveta aberta embaixo, e tiram um tanto do dinheiro. Como você já contou, e ficou de olho no dinheiro na mão do cara, não conta de novo. Você, mesmo sem tirar o olho do dinheiro, não nota NADA. Coloca na carteira e pronto. Só descobrimos porque não saímos gastando. A maioria dos europeus simplesmente guarda e já vai às compras. Imagina quanto não roubam deles?!

Depois disso, decidimos não trocar mais os dólares, só fazíamos saques. Até porque economicamente, vale muito mais a pena sacar diretamente da sua conta corrente no Brasil     (e ainda vai pagar pelo dólar comercial). Você não terá que comprar dólares pelo valor do paralelo, não estará sujeito ao cambio do lugar onde terá de trocar e nem ao espertinho que vai tentar te enrolar!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que você precisa saber antes de ir para o México

Kefalônia